Pó de mico




Um dia peguei o meu pai futricando em minhas cuecas, achei aquilo muito estranho e perguntei:

- Mas que porra você está fazendo aí?
- Pegando uma cueca emprestada!
-Pegando emprestado? Mas tu não tem as suas lá???
-É que eu gosto mais das suas, são mais largas e confortáveis...
- porque então você não compra cuecas novas e maiores para você?
- É que é mais fácil pegar as suas!

Para não dar briga fiquei quieto e fui reclamar com a mãe:

- Maaaaanhhê o pai ta usando minhas cuecas na cara dura!
- Eu sei! Faz um tempo que ele ta usando suas cuecas...
- Mas mãe... Isso é nojento... compartilhar as roupas intimas com terceiros é muito nojento!
- Qual é o problema dele usar suas cuecas? Você saiu do saco dele e nunca reclamou!!!
- Se você não acha problema nisso então porque você não dá suas calcinhas para ele usar?
- É que ele não gosta de usar calcinhas, se não eu o deixava usar.
- É mais suas calcinhas parecem cuecas de tão grandes que são...
- Como ééééé?
- Mais mãe ele toma banho de 4 em 4 dias, e para ajudar ele tem hemorroidais!!! Ele vai lá, se esfregas hemorróidas na minha cueca e depois eu tenho que usar ela???!!!

Nisso a minha mãe, que não estava nem aí para o assunto, virou as costas e me deixou falando sozinho. Desde desse dia eu armei uma operação de guerra, comprei cuecas novas e comecei a lavar as minhas cuecas para garantir que ninguém as havia usado. Eu sabia que todas as cuecas da minha gaveta e todas que estavam lavando já estavam contaminadas... Então joguei fora todas as cuecas que meu pai provavelmente havia usado, cheguei ao ponto que fiquei sem cuecas em minha gaveta... Então tive uma boa idéia para fazer meu pai parar de usar as minhas cuecas!!!

Fui ate uma loja de mágica e comprei pó-de-mico, então... joguei um pouquinho de pó de mico em cada uma das cuecas e as devolvi na gaveta para que meu pai usasse. No dia seguinte ele já estava com aquela coceirinha danada no fiofó, as vezes a coceira ficava mais forte e ele coçando o fiofó em lugares públicos( banco, loja, shopping etc), inclusive ele chegou ao ponto que seu chefe o mandou ficar em casa enquanto ele não curasse aquela coceira no fiofó.

Quando meu pai sobre o acontecido no trabalho, eu aproveitei a oportunidade e perguntei:

- por algum acaso você não está usando uma cueca minha?
- Sim estou sim!!!
- Xxiiiii!!!! Então você deve per pegado a minha frieira!!!!

Depois disso ele nunca mais usou uma cueca ou qualquer outra coisa de outra pessoa...

2leep.com

Zoando com o ceguinho

Zeca era aquele cara super gente boa, era o tipo de cara que todos gostavam dele. Dentre as qualidades de “bom samaritano” (sempre que alguém precisasse lá estava ele para ajudar), o melhor do Zeca era seu humor, você poderia o zoar a vontade que ele não dava bola nenhuma, no entanto ele deixava bem claro que se você zoasse com ele você também seria zoado.

Mas havia um pequeno infortúnio, o Zeca era cego! Tínhamos o cuidado de não pegar muito pesado com ele, a causa não era a costumeira pena que as pessoas tem de cego, tínhamos cuidado porque um dia ele quase foi atropelado por causa de uma brincadeira nossa, depois do susto começamos a tomar mais cuidado com qualquer brincadeira que fazíamos com o ceguinho. 

Porém o Zeca se aproveitava de sua cegueira e pegava pesado! 

“ Uma vez ele convenceu um cara a acompanhar o ceguinho ao banheiro e com a maior cara de pau disse pro cara segurar naquilo e o apontar na privada, afinal de conta ele não enxergava o lugar que deveria mijar. ” 

Umas vezes ele batia a muleta guia em nossa canela em outras ele mandava o cão guia mijar em alguem (ele treinou o cão para fazer isso). As vezes ele fazia as brincadeiras e se dava mal, como da vez que passeando no shopping com amigos começou a gritar “ SOCORRO ESTAO ME SEGUESTRANDO !!!!” então veio três seguranças enormes e nos expulsou do shopping, no entanto o ceguinho ficou lá perdido no meio a praça de alimentação!!!!

Mas a gente também gostava de sacanear o ceguinho, o pessoal gostava dizer que tinha algo em seu caminho e como ele não gostava receber ajuda, aconteciam situações desse tipo:
- O Zeca tem um poste na sua frente!!!
- Onde?
- Ai bem na sua frente!

Daí ele colocava as mãos para frente igual a uma pessoa brincando de cabra cega.
- Mas eu não estou achando. (Dizia ele)
- Mas esta bem ai, por algum acaso você não quer ajuda?
- Quero não, posso achar sozinho!!!

Depois de meia hora ele percebia que estavam brincando com ele, o mesmo ficava vermelho e xingava alguém. Outra coisa legal de se fazer com o ceguinho, era mentir sobre a beleza das mulheres, quando passava uma mulher bonita o pessoal dizia:- nossa que baranga!!!! E quando a mulher era feia nós falávamos assim: “- mas que gostosa!, essa é tão linda que pode ganhar uma faixa de miss ”. O coitado namorou muita mulher feita por nossa causa... As vezes ele namorava firme com as feinhas e fazia questão de mostrar para todos que estava namorando aquela “mulher linda ”!

Por causa dessa zoeira ele se meteu em uma enrascada, uma vez na balada ele ficou com uma mulher que era filha do cruz credo com o capeta, mas nós o convencemos ele que era a mais linda do lugar. Então lá estava ele dançando com a Paulina (esse era o nome dela) quando ele sentiu algo entre eles, e curioso ele perguntou:
- O que é isso que está me catucando aqui em baixo?
- Bom digamos (respondeu a Paulina) que eu e você temos algo que apenas meninos tem.

Na hora ele se tocou que era um traveco e tentou sair correndo, algo que ele não conseguiu já que a Paulina segurou ele, quando a gente o viu gritando com a mulher, saímos correndo para acudi-lo mas não deu tempo de fazer nada, porque o Zeca arranjou uma maneira de se defender:

Enquanto o traveco o segurava, ele arrumou uma garrafa de vodka e deu na cabeça do traveco, então o Zeca tentou sair correndo mas ele tropeçou em uma mulher que deixou seu copo de caipirinha cair no chão, daí meio cambaleante deu uns passos escorregou na caipirinha e caiu com a cara nos peitos de uma tia que estava sentada, a tia ficou brava e deu um tapa na cara dele, quando chegamos nele, o coitado estava completamente tonto sem saber o que tinha acontecido.

No outro dia tivemos que explicar que a Paulina parecia mulher mesmo e por sorte ele acreditou em nossa historia. E como ele gostava de brincar com os fatos da vida ele mesmo se apelidou de Zeca da Paulona...

2leep.com

Bibão bebão

Essa minha historia começa, quando eu chego na porta de meu antigo colégio e me deparo com o meu colega de sala (o Roberto) totalmente bêbado, maior chapado, ele praticamente tava chamando urubu de meu loro!!! ele tava com mais um grupo conversando muito alto, de longe dava para ver que ele tava meio torto, na verdade não apenas ele mas todos eles estavam bebaços, daí eu passei pelo lado parei cumprimentei eles e perguntei para o Roberto : - pó cara o que você andou fazendo para estar torto, tão cedo?
Daí ele olhou na minha cara e deu uma gargalhada alta e respondeu para mim com uma voz mole e soluçando: - ué tava enchendo a cara com meus amigos...
Eu pensei e perguntei para ele:
- e você não vai entrar na escola?
- Claro que eu vou, como eu vou fuma maconha se não entrar na escola.
- Você tem maconha ai?
- Claro olha aqui (daí ele tirou um saquinho do bolso e me mostrou) se você quiser tem sobrandu!!!
- Não brigado, mas onde você vai fumar essa merda ai?
- Ué no lugar mais escondido da escola!
- Onde?
- No BANHEIRO!!!!
Deixei eles quietos e fui em bora, fui para a sala. Passou a primeira aula, a segunda, a terceira, o intervalo e no meio da quarta aula entrou Roberto!!!! Ele andava cruzando as pernas, a cada dois passos ele caia e demorava um tempão para levantar e ele com a maior dificuldade e resmungando ele se sentou na carteira dele. Todo mundo ficou olhando inclusive a professora que teve que interromper a aula no meio e com a maior cara de tonta, ficou ela lá na frente sem saber oque fazer, eu olhei para ela e disse:
- posso ir falar com ele?
- Bom se você acha que pode ajudar.
Daí eu fui para o lado dele e vi que ele tava muito mal, por incrível que pareça ele ficou vesgo coisa que ele não era, ele tava meio que babando e tava com um tique no olho, vendo isso eu perguntei:
- seu viado oque você andou fasendo?
- ( daí ele deu um berro) EU NÃO SOU VIADO!!!!!
- Se você não é viado você é oque então?
- ( ele dinovo gritou para a sala inteira ouvir) JÁ DISSE QUE EU NÃO SOU VIADO EU SOU BIBA!
Já tinha umas pessoas em volta dele para ver como ele tava, mas depois que ele gritou isso veio um monte de gente em volta dele e começaram a falar com ele:
- e ai seu viadinho!!!!
- EU SOU BIBA! NÃO ME CHAMA DE VIADO QUE EU FICO NERVOSO!!
- Ta qual a diferença entre o viado e a biba?
- VIADO SE ASSUME E BIBA NÃO
- Então você não se assume então?
- NÃO!!!!!
Ele falou mais um monte de porcaria que eu prefiro não dizer mais entre elas estão: “eu gosto de ponei”, “sou fã de ursinhos carinhosos”, “punheto todo dia”etc. O que eu mais me impressionei foi quando ele deu conta que os pais dele poderiam perceber que ele fez coisa errada pelo o bafo dele, ele espremeu um tubo inteiro de pasta de dentes na boca, mastigou e engoliu a pasta toda, a professora artodoada fez a única coisa que ela poderia fazer chamou o diretor. O diretor chegou na sala com a maior cara de bravo e olhou aquele menino vesgo que falava mole, que babava espuma, tonto o suficiente para não conseguir ficar de pé que gritava: “- eu sou biba”, o diretor viu aquilo e em vês de ficar assustado e ir ajudar o menino caiu na gargalhada e se juntou a um grupo de alunos para tirar sarro do coitado do Roberto. Depois que o diretor voltou ao seu estado normal ele chamou os pais do Roberto, quando os pais dele chegaram o pia tava ainda na sala e quando o diretor mandou ele ir embora com os pais dele ele abaixou as calças e virou a bunda para o pai deu umas reboladas e gritou “ não vou embora com esse viado!!!”. O coitado do pia depois daquele dia ficou conhecido como bibão bebão e nunca mais teve um dia sossegado naquela escola.

2leep.com

O entalado


Essa historia aconteceu com um homem aqui de minha cidade, um dia a esposa desse homem estava fazendo faxina na casa quando ela ouviu um barulho meio alto vindo de cima do sobrado,curiosa subiu para ver o que tinha acontecido e percebeu que barulho estranho vinha do banheiro, quando ela chegou perto da porta ela ouviu o gemido do marido, achou estranho aquilo e bateu na porta mas ninguém respondeu, bateu de novo e nada, daí ela gritou:
- ta tudo bem ai dentro?
- Esta tudo bem sim!( respondeu o marido)
Ela ficou meio desconfiada mas como tinha algumas coisas para fazer ela não deu muita bola, daí passou uma hora, duas horas e quando ia fazer três horas que o marido dela não saia do banheiro e ela já tinha batido na porta uma porção de vezes, sempre escutando um gemido no banheiro ela ficou preocupada e chamou os bombeiros. Os bombeiros chegaram e arrombaram a porta, quando eles entraram viram um homem erguendo as calças, o tenente perguntou se tava tudo bem, e o homem respondeu:
-sim ta tudo bem!!!
Mas quando a mulher virou as costas o marido olhou para um dos bombeiros e disse:
- “ por favor me levem para um hospital”
- mas o senhor esta bem?
- Não é que aconteceu um negocio aqui!!!
- Mas oque foi que aconteceu?
- Não foi um negocio me levem logo para o hospital
Os bombeiros pegaram o cara e levaram para o hospital, só que a mulher foi atrás deles para ver oque estava acontecendo, chegando no hospital os bombeiros deixaram o homem nas mãos do medico e ficaram lá para ver oque tinha acontecido (sabe como é cidade pequena nada para fazer, e pelo fazer nada e ficar esperando algo, é bem melhor ficar esperando algo)
Deu uma hora mais ou menos veio o medico com um vidro de desodorante na mão, então a mulher perguntou:
- doutor o que é que meu marido tem?
- ( o medico bem sutilmente respondeu) nada de grave não ele só tava com esse desodorante intalado no fiofó...
Quando os bombeiros ouviram aquilo quase se mataram de rir e você sabe como é, cidade pequena nada oque se fazer, bem a noticia se espalhou como merda no ventilador, daí no dia seguinte o assunto da cidade era o homem que tinha um desodorante intalado no rabo, e quando o pobre coitado saiu do hospital a sua mulher quase o matou:
- homem dos infernos tava me traindo com um vidro de desodorante?
- Não foi isso amor, a culpa foi toda sua!!!
- Como minha???
- É que você deixou o banheiro todo molhado e eu escorreguei e cai em cima do desodorante!!!!!

2leep.com
 
©2009 Historias de minha vida | by TNB