Caindo da sacada


Quando eu era criança eu adorava passar os meus finais de semana na casa da vó Delia, era muito bom, já que eu passava o final de semana sem fazer nada, o único trabalho que eu tinha era de brincar com as coisas de meu avô, comer os doces que a vó Delia fazia e as vezes ficar espiando a vizinhança de cima do sobrado dos meus avós. Esse sobrado tinha uma sacada bem alta e toda rodeada com uma grade de ferro baixinha, naquele tempo eu adorava ficar naquela varanda para ver as brigas entre marido e mulher ou ver os vizinhos bêbados.
Um dia olhando a vizinha da frente (que por sinal era bem bonita) eu descobri que toda as vezes que ela as abaixava dava para ver debaixo da saia dela ou dentro da blusa dela, já que ela lavava a calçada da com roupas curtas e coladas ao corpo (tipo mini saia, sortinho ou camisas com um grande decote). Como eu tinha 7 anos, aquilo era a coisa mais legal do mundo, depois ficou melhor porque eu comecei a levar uns amigos meus para a sacada para ver a vizinha lavando a calçada, só que existia um pequeno detalhe, eles tinham que me pagar para irem lá na sacada ver a vizinha, daí depois que eles iam embora eu ia sempre feliz comprar um monte de doces na panificadora.
Um belo dia a vizinha resolveu lavar a calçada sem calcinha ( como eu sei? Ora!!!!! eu tava olhando, ela quando ela se abaixou eu vi!!!), na ora eu pensei “ eu vi uma mulher pelada!!!! Agora eu já sou hominho!!!!”, daí como eu nunca tinha visto uma coisa daquelas eu fiquei meio que hipnotizado, e desse modo eu apoiei na grade e fiquei lá babando por um tempo, de repente eu escuto um estalo “istresk”, o barulho foi da grade se despendendo de onde ela estava fixa !!!! E com eu estava apoiado, bemmm, cai junto com a grade.
Quando eu e a grade chegamos no chão, fazemos o maior barulho, dai minha avó que tinha ouvido o barulho veio logo ver oque havia acontecido e quando ela viu o neto dela espatifado no chão com um monte de ferro retorcido em volta dele ela quase morreu, eu nunca ouvi minha vó gritar tanto, grito tão alto que ate os vizinhos ouviram e vieram imediatamente. Mas apesar do braço esquerdo e de um machucado na cabeça, eu estava bem, tirando os machucados, eu estava feliz já que eu tinha realizado três sonhos de uma vez: vi uma mulher sem calcinha, andei de ambulância e finalmente quebrei o braço e ganhei um gesso (coisa que já tinha acontecido com todos os meus amigos e comigo não!!!).

2leep.com

1 Comentarios:

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkk demais essa historia, pena que eu nao tenho uma visinha assim!!!!

 
©2009 Historias de minha vida | by TNB