Prego no pé

Em época de pinhão (uma semente comestível que dá nos pinheiros) eu e meus amigos nos enfiávamos em matagais para buscar pinhão, o mato era longe (quase 1 hora de bicicleta), mas como sempre andávamos em grupo nem víamos o tempo passar.
Teve uma vez que fui buscar pinhão com 3 amigos (Carlos, Lucas e Pitaco) e acabei entrando numa fria...

Já fazia uns 30 minutos que estávamos andando pelo mato e já tínhamos catado muito pinhão, então escutamos um grito:
“AI MEU DEUS!!! AAHHHHH!!! MEU PÉÉÉÉ!!!”
Olhei para o lado e vi o Pitaco se retorcendo no chão e gritando como uma menininha:
- O que aconteceu cara ? (perguntei)
- Alguma coisa fincou no meu pé...
- Fica calmo e me deixa olhar.

Olhei e vi um prego enfiado na sola do sapato, o prego era bem grosso e parecia ser enorme. Imaginei que o prego deveria ter uns 10 cm e apenas 4 cm estavam para fora do sapato.

Primeiramente nos indagamos “ como esse infeliz conseguiu pisar num prego no meio do mato?” depois perguntamos se ele estava bem. Eu tentei tirar o prego mas eu puxava e puxava e o prego nem se movia (a cada puxão o Pitaco dava um berro). Como ele não conseguia nem ficar de pé, tivemos que carregar ele para sair dali. Cada um carregava o Marcio nas costas o quanto agüentava e depois passava para o próximo, fomos nos alternando e carregando o infeliz durante meia hora, até que demos conta que algo estava errado.

“ Estamos perdidos”

Levou mais uma meia hora para encontrarmos o caminho de saída do mato. Exaustos (e com dor de cabeça de tanto escutar o Pitaco reclamar e choramingar) chegamos onde escondíamos as bicicletas. Logo surgiu outro problema, o infeliz com o prego no pé não iria conseguir pedalar!
Depois de quebrar a cabeça pensando em maneiras de voltar para casa acabamos tendo uma boa ideia, colocamos o Marcio em cima da bicicleta, subimos em nossas bicicletas e cada um foi guiando sua bicicleta com uma mão e com a outra rebocava o Pitaco em sua bicicleta.

A mãe do Pitaco ficou desesperada, desmaiou e teve um ataque de nervosismo e depois o levou direto para o hospital.

Depois ficamos sabendo que a situação não era tão grave, apesar de ser grosso o prego não tinha nem 5 cm, o prego só fez um pequeno corte no pé (mal chegou a furar)... Ficamos frustrados por ter tido tanto trabalho com um infeliz que não estava nem debilitado...

2leep.com

1 Comentarios:

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkk

 
©2009 Historias de minha vida | by TNB