O cão e a cueca!!!!


Umas quadras abaixo do condomínio de que eu morava, existia uma enorme casa com um enorme quintal, nesse quintal tinha varias arvores frutíferas (minha preferida era a jabuticabeira). Quase todos os dias eu e meus amigos fazíamos quase o mesmo roteiro“íamos para a escola cedo e na volta nos pulávamos o muro para subir nas arvores e comer as frutas”, o único infortúnio era que o muro da casa era meio alto, mas como existia arvores bem perto do muro tanto do lado de fora quanto no lado de dentro, facilitava muito a nossa entrada e saida já que nos subíamos na arvore que tinha do lado de fora e depois passávamos daquela arvore para uma que estivesse do lado de dentro do quintal.
Um dia como sempre eu, Zeca e o Marcelo pulamos o muro e fomos direto para a jabuticabeira, subimos e começamos a comer jabuticaba, e estávamos tranqüilos ate ouvimos um baita latido e em baixo da arvore apareceu um enorme pastor alemão latindo e querendo pegar a gente que estava em cima da arvore:
- (Zeca) Desde quando tem cachorro nessa casa?
- (Eu) Desde ontem eu acho!!!
- (Zeca) Putz!!! Como a gente vai sair daqui dessa arvore, com aquele cachorro que mais parece um cavalo esperando a gente lá em baixo?
- (Marcelo) Podemos esperar o dono da casa chegar.
- (Zeca) Se o dono ver a gente aqui, é ele que vai matar a gente.
- (Marcelo) Pô João!!! Você poderia descer lá em baixo e tentar acalmar o cachorro ou distrair ele.
- (Eu) Se eu descer lá em baixo ele me devora.
- (Zeca) Ótimo! Enquanto ele te mata, nos fugimos e pedimos ajuda...
- (Eu) Tenho outra idéia.
- (Zeca) Qual?
- (Eu) Vamos jogar uma pedaço de pano na cara dele para tampar a visão dele.
- (Zeca) De onde você tirou essa idéia?
- (Eu) De um filme!! Vai tira a camisa para eu jogar na cara dele.
- (Zeca) Por que eu?
- (Eu) Porque fui eu que tive a idéia!!!! Vai para de enrolar e me de logo essa camisa.
Daí eu peguei a camisa do zeca e joguei na cara do cachorro, por um momento deu certo, mas quando decidimos descer o cão conseguiu se livrar da camisa, depois nos tentamos de novo mas ele conseguiu de novo se livrar da camisa, foi quando o Zeca teve uma idéia:
- (Zeca) Joga uma cueca na cara dele, talvez por causa do formato da cueca, ela pare na cara daquele cão por mais tempo, ou pelo menos ela vai o deixar tonto!!!
- (Eu) Então ta, me de sua cueca então...
- (Zeca) Eu não!!! Fui eu que dei a idéia...
daí tive que ser eu a tirar a cueca e jogar na cara do cachorro, mas a cueca ficou na cara do cão menos tempo que as camisas, porem o cachorro começou a brincar com a cueca, ele a jogava para cima depois a pegava e a chaqualhava e depois deitou e começou a rolar em cima dela...
- (Marcelo) Que cão maluco!!!
- (Zeca) O que tinha em sua cueca?
- (Eu) Nada, mas se eu soubesse que o cachorro era tarado por cuecas já tinha jogado uma antes!!!
- (Marcelo) Vamos aproveitar que ele esta distraído e vamos dar o fora daqui.
Depois que saímos de cima da arvore nos subimos o muro e ficamos por três horas vendo o cão brincando com a cueca, e ele só parou porque a cueca foi totalmente rasgada. Depois desse dia a gente aprendeu a lição, daquele dia em diante a gente sempre levava uma cueca reserva quando resolvíamos pular o muro para comer frutas!!!

2leep.com

3 Comentarios:

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkk eu aprendi a liçao, quando um cao me atacar eu vou dar a minha cueca para ele

tamara disse...

Muitissimo legal e divertida!!
Parabéns a essa pessoa que escreveu!!

bjos

tamara disse...

Muitissimo legal e divertida!!
Parabéns a essa pessoa que escreveu!!

bjos

 
©2009 Historias de minha vida | by TNB