Dia de surto


Estava em minha mesa de trabalho tentando trabalhar (olha que legal), o motivo do “tentando” era porque havia um pequeno grupo conversando ao meu lado (muito chato isso). Estava o gerente conversando com os estagiários da empresa, alias... Conversando não, zoando com um dos estagiários que era virgem, zoavam muito o pobre coitado, colocaram 500 apelidos, tentaram explicar de todas as formas como era o ato e suas sensações, como conquistar uma garota... e o gerente, espertão como era, tentou ensinar o estagiário virgem a como perder a virgindade sem precisar de uma mulher...

- CARA!!! Pega uma laranja e faz um furo, depois pegue teu pipiu e coloque no furo da laranja! Tu perde a virgindade rapidinho... ou tu pode fazer melhor, pode usar uma batata que é bem melhor, ou melhor ainda! Uma melancia...

Tentando me concentrar no trabalho e ainda prestando atenção nas baboseiras, eu disse algo sem pensar...

“- Se você faz isso com laranjas, batatas e melancias, não quero imaginar o que tu faz com pepinos e cenouras...”

Todos que estavam em volta riram muito do gerente, mas riram muito mesmo, também foi a única coisa que me lembro daquele dia... já que no outro dia acordei atordoado em uma cama de hospital, com minha mãe com a maior cara de aterrorizada na beira da cama e com uma enfermeira me dando medicamentos...

- Onde estou? Como vim parar aqui??? (perguntei)
- Não lembra de nada né filho? Descanse bastante, depois te contamos o que aconteceu...

Estava literalmente perturbado, perdido, chapado... entre outras coisas... Fiquei sabendo do acontecido depois que sai do hospital e recebi visitas de amigos, companheiros de trabalho e muitos parentes (parente adora ver desgraça...). Vou fazer um resumo dos fatos que me contaram sobre o acontecido daquele dia..

“depois de minha piada infame muita gente riu e tirou onda com o gerente, o mesmo acabou perdendo a cabeça e atirando uma impressora na minha cabeça! O cara praticamente teve um surto psicótico, porque logo após me acertar com a impressora ele tentou esganar o pescoço de um dos estagiários. Dizem que se não o tivessem impedido, ele teria matado o estagiário (não iria fazer falta...), depois do estagiário, ele começou a quebrar tudo a sua frente, mesas, cadeiras, vidros, portas, a mulher do patrão... sim sim, sobrou até para a mulher do patrão que levou uma voadora no peito ( um emoticom expressa bem a minha cara ao ouvir essa narratória ==> O.O´). Não conseguia acreditar no que eu estava ouvindo, só acreditei porque a própria mulher do patrão me contou a historia e mostrou a marca da voadora no peito que ela levou! Mas o gerente não parou por aí, depois de ter sido despedido (afinal ele deu uma voadora na mulher do patrão, na frente do patrão...), ele pirou mais ainda, jogou um armário pela janela (abaixo da janela havia um estacionamento), botou fogo em dois escritórios, tentou matar um o cara da portaria com uma caneta, destruiu dois computadores e fez tudo isso gritando igual a um louco. Ninguém na empresa conseguiu parar o surtado, precisou de 5 policiais com cassetetes e spray de pimenta para parar o surtado...
Escutei as narrativas com aquela cara de assustado e de decepção (afinal perdi todo o barraco), ainda hoje tudo que aconteceu parece irreal para mim, não consigo imaginar uma pessoa surtando por causa de tão pouco, só acredito porque quando eu voltei ao trabalho encontrei o escritório totalmente destruído... ”.

2leep.com

2 Comentarios:

Hugo de Castro disse...

Cara...
Muito dahora^^
Mãs, qual ogral de verdade dela??
Vou aproveitar pra comentar o layout do blog.
Adorei! Acho q o q poderia mudar eh esse fundo cheio d carinhas, q pode continuar igual, mas num tom mais opacuo (eh assim q escreve??)
Ele tah com muita ênfase e ficaria melhor mais sutil. Mas ainda assim, tá óstimo. Parabéns \o/

Tathiana disse...

Gente, não é possível. Isso parece cena de filme... Aconteceu de verdade? rs.
Bjs.

 
©2009 Historias de minha vida | by TNB