Sogra aproveitadora


Quando comecei a namorar a Vivi, logo percebi que havia ganhado na loteria, porque a mãe dela (teoricamente a minha sogra) era muito show, um amor de sogra que nos deixava namorar, fazia comidas ótimas, não implicava com nada e isso durou até o dia... que levei as duas no shopping para passear, ver vitrines, tomar sorvete, andar na escada rolante... Todas aquelas coisas chatas que se faz no shopping...

Minha sogra sempre dava umas empacadas nas lojas de sapatos, na ultima loja ela namorou muito um tênis, olhou, olhou, olhou, apontou para o tênis e olhou para mim com aquela cara de pidunxa e disse “preciso tanto desse tênis, estou fazendo ginástica e o meu tênis esta velho e me machucando preciso de um novo...”...

Disse isso de uma forma diferente da comum, com aquele olhar de “SE VOCÊ NÃO ME DER ESSA MERDA DESSE TENIS, EU TRANFORMO A TUA VIDA NUM INFERNO!!!”... Logo percebi que a velha era meio interesseira! Após aquela frase pedunsquexa (frase de gente pedunxa) eu olhei para ela e disse “ Que interessante!!!! ”. Realmente fiquei interessado de dar o tênis para ela, afinal ela era uma ótima sogra e eu queria agrada-la, mas estava sem dinheiro e ainda tinha que comprar um presente de aniversario para a minha namorada... final do mês estou sempre liso...

Fui visitar a minha namorada no dia se seu aniversario, quando cheguei com o pacote de presente, a minha sogra foi quem ficou mais feliz e com os olhinhos mais brilhantes...

- É para mim??? (perguntou a minha sogra)
- Não é o presente de aniversario da Vivi!

Ela logo fechou a cara e ficou rabugenta o dia inteiro. Não apenas por aquele dia, mas a rabugentisse continuou durante os dias que se seguiram, aquela sogra que me cumprimentada com sorrisos e abraços, passou a não olhar mais para a minha cara, não fazia mais comida para a gente e reclamava do nosso relacionamento. Vendo que não tinha escapatória, peguei um empréstimo com um amigo e dei não apenas o tênis mas também uma roupa e agasalho de ginástica.

Ficou hiper contente de ter recebido o presente, me abraçou, me beijou (velha interesseiraaaa), provou a roupa e o tênis e disse:

- Nossa você comprou tudo no tamanho exato, nossa, nenhum genro antes comprou uma roupa no tamanho tão exato quanto essa (uuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiii, pensei comigo mesmo).

Nos dias que se seguiram, voltou ao que era, mimando o jovem casal e mais sorridente. Até que um dia novamente ela fez aquela cara de pedunxa e disse “quero tanto aquele perfume que aquela tal atriz usa...!!!”. Nisso até a Vivi me cutucou, “bem que você poderia dar esse tal perfume para ela né” . A partir daí, comecei a perceber que estava metido em um complô para arrancar mimos de minha pessoa. Até que levei de boa, porque afinal que mulher não é interesseira???? (hi hi hi, piada machista né?)

O tempo foi passando e mais mimos foram disfarçadamente pedidos, quando eu demorava para dar o presente ou fazer o que ela me pedia, aquela velha carrancuda, crica e ranzinza voltava e retornava ao estado de meiguice quando ganhava o presente. Com o tempo presentes não bastavam, eu tinha que cumprir favores domésticos, concertar uma tomada, arrumar um liquidificador, trocar telha...

Teve um feriado que fui bem cedo passar o dia com a Vivi, logo que cheguei minha sogra veio com aquela cara de pidunxa me pedindo para pintar a porta da cozinha. Não tendo escapatória, fui rastejando pintar a maldita porta (e acabei manchando a minha calça novinha...), depois da porta me pediram ajuda para arrastar uns moveis para limpar e para mudar alguns de lugar, depois fui concertar a casa do cachorro...

No final do dia me deparo com a seguinte cena, “eu” no final do dia escancalhado lavando a calçada enquanto as duas tomavam limonada na sombra da varanda... Fiquei de cara comigo mesmo, comecei a pensar se valia a pena todo aquele trabalho pela Vivi, e cheguei a conclusão que não...

Sabia que seria difícil de terminar aquele relacionamento, então apelei!!! Armei uma cena de traição com uma amiga e não deu outra, quando ela viu a suposta traição... ficou simplesmente doida, armou um barraco e me deu um belo de um pé na bunda com direito a lição de moral....

"Posso ter perdido uma namorada, mas elas perderam um empregado!!!!"

2leep.com

5 Comentarios:

Tamiris Pires disse...

Nossa!Tensa essa situação hein!!Mas vc fez oq devia ser feito, imagine se vc tivesse se casado!!Rrsrsrsrsrsrsrsrsrs!
http://normalzero.blogspot.com/

Tathiana disse...

hahahahahaha... Não acredito q tem gente assim, meoDeus! rs
Mas acho q vc levou mesmo a melhor com o término.
Bjs.

┼_Angel_┼ disse...

kakakaka' achei muito show teu blog as historias são muito boas . . . continue assim . . . =D

Anônimo disse...

Moço, eu sou mulher, e passo mal com a minha sogra...ela só pensa em dinheiro, faz filmes, chora sempre que lhe convem, etc.mas eu tenho uma coisa a meu favor, o filho dela já a conhece, e daí neste momento não faz mais farinha comigo nem com ele, mas sogras são mesmo uma merda... ;)

Gyjt disse...

Eu passo pela mesma situação inritante pq minha sogra não pode ver nada que faz a coitada se eu comprar um óculos de sol ela se maldiz e fala ah eu queria tanto um óculos o meu quebrou affff eu sou boa pq eu quero detesto essas coisas da pessoa se maldizer pra tentar se dar bem eu já passei por tantas e até se mudar pra um pouco mas distante eu fui mas não tem geito vive a pedir a importunar agora que mesada todo mãe vê se eu posso com isso !!!

 
©2009 Historias de minha vida | by TNB