Carequinha


A minha prima Isabela, tinha o sonho de fazer uma tal de “escova progressiva” no cabelo dela, apesar do cabelo dela ser liso ela o queria mais liso ainda, por mais que as pessoas falassem para ela que o cabelo dela já era liso, ela dizia o sonho dela era ter cabelos de índio, quando esse causo aconteceu a escova progressiva tinha acabado de surgir e por isso era meio cara (meio não, inteiramente cara), e por ser cara,minha prima teve que ficar dias e mais dias enchendo os bagos do pai a da mãe dela, para que pudesse ganhar aquela maldita escova. Pouco antes de fazer aniversario a minha prima acabou convencendo os pais dela de pagar a escova para ela, seria como um presente de aniversario para a Isabela, toda empolgada logo ela marcou com a cabeleireira para a semana que vem a escova definitiva.
No dia marcado ela inventou de me arrastar junto para o cabeleireiro:
- Vamos comigo João!!! Por favor!!!!
- Mas por que eu?
- Porque você era oque mais dizia que eu não precisava de alisar meu cabelo!!! Eu quero que você veja a minha transformação!!! Daí você já aproveita e me da uma carona no seu carro ate o cabeleireiro!!!
- Mas não precisa mesmo!!! Já é liso!!! E eu não vou não, eu sei que vai ficar do mesmo jeito, já que seu cabelo já é liso!!!
- Seguinte!!! Se você não for, eu ter vou mostrar aquela foto constrangedora sua, que eu tirei na páscoa!!!
Depois de apelar a chantagem baixa, ela acabou me convencendo a ir acompanhar ela (na verdade eu acho que ela tava afim mesmo de pegar uma carona no meu carro). Emburrado eu levei ela para o cabeleireiro, no entanto ela estava toda entusiasmada, tanto que quando ela chegou na cabeleireira dela, ela foi logo sentando na cadeira, sem se importar se havia alguém na frente dela, já eu sentei num canto e fiquei folhando umas revistas velhas de corte de cabelo.
A cabeleireira veio lavo o cabelo da Isabela, depois ela passo monte de porcaria na cabeça da Isabela, mexeu, mexeu e mexeu mais um pouco, e deixou lá, daí ela voltou e mexeu, mexeu, mexeu e disse para que a Isabela deixasse aquilo fazer efeito e foi fazer outras tarefas. Depois de um tempo eu comecei a perceber uma certa fumassinha saindo da cabeça dela, achei aquilo estranho e perguntei:
- Isabela tem certeza que esse negocio é seguro? Ta saindo uma fumaça da sua cabeça!!!
- Claro bobão que isso é seguro, isso deve ser normal!!!
“Bom ela sabe o que ela esta fazendo”(pensei comigo mesmo), e voltei a ver as revista velhas e esbagaçadas, quando eu terminei de ver as revistas velhas e esbagaçadas, eu dei uma olhada na Isabela, daí eu reparei numa coisinha bem peculiar e estranha, uma pequena careca atrás da cabeça dela, “engraçado não sabia que ela tinha um furo no meio do cabelo dela, bom eu acho que eu vou ate o carro, pegar a minha maquina fotográfica e vou tirar uma foto da carequinha dela, para depois tirar com a cara dela”(pensei comigo mesmo). Fui ate o carro, peguei a minha maquina fotográfica, voltei e tirei escondido uma foto da carequinha dela, só que eu percebi que a carequinha dela estava maior, achei aquilo muito estranho e continuei olhando para ela, derrepente eu me assustei ao ver um tufo de cabelo cair da cabeça dela, olhei assustado para o chão e vi mais um par de tufo de cabelo, vendo aquilo eu falei para ela:
- Isabela seu cabelo ta caindo!!
- Eeeerrrr cabelo não cai assim do nada!!!
- Mas o seu ta caindo do nada!!! Olha atrás de você tem, uns par de tufo de cabelo seu no chão!!!!
Ela virou para trás olhou para o chão e viu os tufos de cabelo dela caídos no chão, depois ela pego no cabelo que ainda estava na cabeça dela e puxou, daí saiu um monte de cabelo na mão dela, logo depois a Isabela começou a gritar igual a uma doida:
- socorrrroooooo o meu cabelo ta caindo, tirem essa porcarias de meu cabelo antes que todo ele caia, rápido lavem o meu cabelo!!!
Daí foi aquela correria dentro do salão para lavar o cabelo dela, foi o maior corre corre entre todas as cabeleireiras. Depois que terminaram de lavar o cabelo dela eu me assustei com o resultado, e antes de olhar para o espelho a Isabela me perguntou:
- E ai como eu estou???
- (daí eu dei a única resposta que alguém poderia dar para ela) olha! Eh! Bem! você esta careca!!!!
Quando ela se olhou no espelho e viu aquela baita careca, a muié ficou loca, ela pegou um tesoura e grito “eu vou acaba com o seu cabelo como você acabou com o meu sua vag*****” quando ela avançou para cima da mulher, eu logo a segurei e tirei a tesoura da mão dela antes que ela fizesse uma besteira, enquanto eu a segurava, ela gritava quenem uma condenada “sua ordinaria, corna, lazarente, put*, vag***”, derrepente ela escapou de mim e praticamente voou na cabeleireira, daí ela agarrou nos cabelos da cabeleireira e a cabeleireira acabou agarrando nos poucos tufos de cabelos que sobraram na Isabela, foi um trabalho desgramado para desgruda-las, mas com um pouco de jeito e mais uns tufos de cabelos que a cabeleireira arrancou, eu a mais duas funcionarias separamos as duas.
Tive que ter muita paciência para convencer a Isabela a voltar para casa, mas com um pouco de jeito, acabei levando ela de volta para a casa dela, antes de coloca-la no carro, eu coloquei o meu boné na cabeça dela por dois motivos, primeiro para deixa-la mais confortável e o segundo era que se eu não tivesse tampado a cabeça careca dela, eu ia acabar tendo um ataque de risos, já que ela tava parecendo o Homer Simpson com aqueles poucos tufos de cabelo na cabeça. A parte mais difícil dessa tragédia, foi ao chegamos na casa dela e a mãe dela perguntou “dexa eu ver seu lindo cabelo minha filha!!!”, daí a Isabela desabou no choro e foi correndo para o quarto dela, “- moleque danado!!!! O que você fez para ela???”(perguntou minha tia). Deu um trabalho enorme fazer a tia Leoni ficar quieta, para que eu pudesse explicar para ela o acontecido, quando eu consegui explicar o que havia acontecido, tia entrou em desespero e foi chorar junto com a Isabela no quarto, as duas só pararam de chorar quando o meu tio chegou do trabalho.
Apesar do trauma que a Isabela passou, já no outro dia ela já estava disposta de novo e desfilando com o eu novo corte de cabelo estilo “Ronaldinho”. No dia do aniversario dela, todos tiveram a idéia de trazer o mesmo presente para ela, apesar de ser de vários estilos, o presente era sempre o mesmo PERUCAS, depois desse dia ela fico com mais de 15 perucas para que ela pudesse esconder a carequinha dela ate que o cabelo dela crescesse de novo.

2leep.com

3 Comentarios:

Anônimo disse...

tadinha de sua prima
sorte que vc tava la para ajudala

Anônimo disse...

é foi um comentario e tanto

Anônimo disse...

A vaidade humana é demais, principalmente a feminina! Quem lucra com isso é a industria de beleza que a cada dia mais investe e lucra bastante com a venda desses produtos loucos que hipnotizam a todos.

Gostei do seu texto, apesar das escorregadas na gramática!

 
©2009 Historias de minha vida | by TNB